Cozinha não é nada, Serviço é tudo

25/08/2008 at 20:33

Um serviço desatento pode destruir uma boa proposta gastronômica – e em Salvador isso é, historicamente, embora hoje menos, o comum do comum. Pode-se atender mal um comensal, e ele volta, até fica satisfeito – mas desde que “mal” não signifique “sem atenção”. O Pós-tudo, por exemplo, tem um serviço […]

1º Concurso Estadual de Crítica Cinematográfica

23/08/2008 at 2:22

Pra quem dizia que o “incentivo ao cinema” no Estado da Bahia estava pouco, mais um cala-boca do Secretário da Cultura, Márcio Meirelles. E dessa vez, ele foi ao meu ver no figado da questão. Formar cineastas é importante, mas não sem formar público. E quem forma público é crítica […]

Os Guarda-chuvas Do Amor, de Jacques Demy, em película na Walter.

21/08/2008 at 14:21

A partir de amanhã até a quinta-feira próxima, as 17h e 30min. Ingressos, o mesmo preço de 10 anos atrás: R$6,00 inteira em fim de semana, e R$4,00 inteira em fins de semana. O título é intencionalmente brega mesmo em francês: é um “musical radical”, em que todos os dialogos, […]

Dorival, o Grego (ou O Sol Ateniense de Salvador, e São Luís do Maranhão que me perdoe…)

21/08/2008 at 13:40

(…)Dorival Caymmi era o derradeiro remanescente de uma Bahia que o tempo e os costumes parecem ter sepultado. Foi sempre o mais belo exemplar do baiano polido e civilizado, incapaz de um palavrão ou de um gesto hostil, invariavelmente atencioso, de conversa envolvente. Na verdade, um diplomata, sem os artifícios […]

Hortas Urbanas

21/08/2008 at 11:43

Amália Safatle De São Paulo “(…)Lajes de prédios? Corredores? Quintal cimentado? Pátios de escolas? De hospitais? De fábricas? Nada disso é impeditivo para formar hortas – e hortas orgânicas. Bastam 4 horas de sol direto por dia e alguns cuidados. (…) O projeto que agrônomo Marcos Victorino cunhou como Plantando […]

O Recôncavo, meus medos

18/08/2008 at 0:38

No recente processo de desconstrução do provincianismo em que Salvador se meteu nos duros anos do carlo-axezismo, falta uma peça: voltar ao Recôncavo. Assim como os mineiros de BH voltam a Minas Histórica, com uma diferença: a Minas Histórica são cidades mortas – o Recôncavo é vivo! O Recôncavo tem […]